gold silver
mailing paying

Mailing livre
Português

home

A produção mundial de ouro 2/3 : Análise técnica.
The world gold production of 1840 in 2003, 2/3 :  Technical analysis. La production mondiale d’or de1840 à 2003, 2/3 :  analyse technique. La produccion mundial del oro de 1840 hasta 2003 2/3 : analisis tecnico. La produzione mondiale d'oro de1840 al 2003, 2/3 :  analisi tecnica. Die weltweite Goldproduktion de1840 an 2003 2/3 :  technische Analyse. A produção mundial de ouro de1840 à 2003, 2/3 :  análise técnica.

pdf

A produção mundial de ouro 1/3 : Análise dos cyles.
A produção mundial de ouro desde 1840 3/3 : História

Eis a sequência do estudo sobre a produção de ouro desde 1840. Na primeira parte o estudo levava sobre a pergunta dos ciclos do ouro, nesta segunda parte, ele trata-se de estudar a produção de ouro a partir da análise técnica. Na terceira parte, falar-se-á história para compreender as razões das diferentes fases de baixa e aumento da produção de ouro.
A produção do ouro visto pela análise técnica é ligeiramente específica dado que geralmente utiliza-se a análise técnica sobretudo para observar a evolução dos preços, não para estudar a evolução da produção. Contudo, numerosos pontos podem ser destacados com esta abordagem, então eis alguns exemplos de estudos.
As explicações são pouco numerosas porque o essencial encontra-se nos gráficos.

I. um antigo apoio.
Há uma direita de tendência que existe desde o início do século. Serve de apoio para cada parte côncava importante.
Cada vez que a produção marca uma cimeira essencial chamada A, volta tocar o seu apoio ao ponto B alguns anos atrasado.
A direita de tendência funciona desde 100 anos, aquilo vai continuar? Se a produção junta-se à direita, aquilo dá um objectivo na zona das 1650 toneladas de ouro por ano.

II. Parte côncava e cimeiras.
É interessante observar que após cada cimeira essencial a produção de ouro volta a nível da sua cimeira precedente.
Após cada aumento essencial, o objectivo mínimo é a cimeira precedente, aquilo funcionava durante cada ciclo de baixa e aumento de 1900 para 2000.
Se esta diligência funciona, um objectivo de 1500 toneladas deve ser atingido, isto corresponde à cimeira de 1970.

III. A produção do ouro em vaga Elliot.
- A produção de ouro está num canal altista desde o início do século, a produção mundial de ouro acaba de tocar a parte superior do canal e deveria seguidamente dirigir-se para baixo se o mesmo ritmo for conservado.
é possível fazer um cálculo em vaga Elliot da produção mundial de ouro desde 1840. Eis uma proposta de cálculo, ainda que as vagas Elliot não são a minha especialidade.
Parece que uma vaga de correcção (a) deveria levar a produção de ouro debaixo das 1500 toneladas. Atenção! É justo uma proposta de cálculo, mas o objectivo não é muito preciso, no tempo e a quantidade, ele trata-se exactamente de indicar a direcção.

As três abordagens indicam uma baixa da produção mundial de ouro. Os objectivos são de 1650 toneladas para a primeira parte, 1500 toneladas para o segundo e debaixo de 1500 toneladas para as vagas Elliot. É necessário reter sobretudo que o sentido da evolução da produção de ouro mundial vai reduzir-se nos próximos anos. Para resumir, o ouro está na parte superior de um canal altista e deveria juntar-se à parte inferior deeste nos próximos anos, na zona das 1500 toneladas.
Aquando de um próximo papel, explicarei as razões das diferentes baixas e aumentos da produção de ouro, para determinar qual etapa encontramo-nos hoje.

Dr Thomas Chaize

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

raw material
other
mailing free
dani2989 logo