gold silver
mailing paying

Mailing livre
Português

home

A produção mundial de ouro desde 1840 3/3 : História.
The world gold production Since1840, 3/3 : History. La production mondiale d’or depuis 1840 3/3 : Histoire. Produccion mundial de oro entre 1840 y 2003 3/3 : Historia La produzione mondiale d'oro da 1840 3/3 : Storia. Die weltweite Goldproduktion seit 1840 3/3: Geschichte. A produção mundial de ouro desde 1840 3/3: História.
Pdf

A produção mundial de ouro 1/3 : Análise dos cyles.
A produção mundial de ouro 2/3 : Análise técnica.

Esta terceira parte é um pequeno resumo de algumas grandes datas da produção de ouro desde 160 anos a fim de ter alguns marcadores cronológicos. Uma primeira parte trata das descobertas e as evoluções técnicas do 19.o e um segundo dos diferentes factores que marcaram a produção de ouro do 20.o. Fala-se em parte da política monetária no fim do 20.o autocarro aquilo produção muito a alterar a situação do ouro e por conseguinte a sua.

I. As grandes descobertas do 19.o sicèles.
A produção de ouro avança em função das grandes descobertas de jazigos de ouro e de novas técnicas de produção.

a) a Califórnia e a Austrália.
- A Califórnia.
Em 1848, do ouro é descoberto em Califórnia por James Marshall e August Sutter no canal de escoamento de uma serração. Tentam guardar a notícia secreta mas rapidamente a notícia faz a volta do mundo e a Califórnia torna-se o novo Eldorado dos investigadores de ouro, servindo assim de motor ao desenvolvimento da Califórnia que conhece então um enorme crescimento demográfico graças aos investigadores de ouro.
Em 1849, um jazigo de ouro é descoberto na Sierra Nevada, portanto começa o desenvolvimento famoso “mother lode” longo de 200km.
1890, no Colorado, descobre-se do ouro a " Cripple Creek”, o minério tem um teor de ouro de 19 onças.
- A Austrália.
Em 1850, Hammond Hargraves volta na Austrália após uma estada em Califórnia persuadida que o seu país oferece as mesmas características geológicas que a Califórnia. Encontra do ouro num afluente do rio Macquarie no New South Wales. Em 1851, descobre-se do ouro à Ballarat e de Bendigo Creek. No entanto, os melhores jazigos de ouro aluviano rapidamente são esgotados. Em 1855, não deixa de ser possível então procurar do ouro único com a sua “armação”, é necessário criar grupos de pessoas, investir em material e procurar o ouro muito mais profundo.
A Nova Zelândia conhece ela também ruée para o ouro em 1861, à Dunedin, até em 1871 ela produz um 500.000 oz de ouro.

b) a África do Sul.
Os diamantes são descobertos na África do Sul antes do ouro. Apesar numerosas de investigações, o ouro é difícil de encontrar porque não há pepitas, no entanto sob os seus pés encontra-se mais o rico jazigo de ouro ao mundo. É em Fevereiro de 1886 que George Harrison descobre ouro cavando para extrair pedras para construir uma exploração agrícola. Conhece os jazigos Australianos, reconhece o balanço portador de ouro. É um jazigo enorme de 40 milhas à fraco teor de ouro próximo de Johannesburg. Mas, a exploração deste jazigo pede muitos capitais e de meios técnicos, é assim que diamantaires tomam o controlo dos jazigos com as suas companhias. O problema é que os antigos métodos utilizados em Califórnia e a Austrália à base de mercúrio para separar o ouro do minério eram mal rentáveis. Mas, felizmente, o método ao cianureto permite seguidamente a estes jazigos ser rentável. Em 1898, a África do Sul torna-se primeira vez o primeiro produtor mundial de ouro com ¼ da produção mundial.

c) Alasca e Canadá.
- O Alasca.
Em 1898, três escandinavo, Jafet Linderberg, John Brynteson e Erik Lindblom descobrem do ouro sobre o rio Anvil. Após alguns anos, a produção torna-se o 1o dos Estados Unidos apesar de condições de produção muito difíceis devido ao clima frio do Alasca. Após os primeiros investigadores de ouro, são grandes companhias com mais gordos meios que asseguram a produção.
- O Canadá.
Na Colômbia britânica, o ouro é explorado desde 1860, os sítios são “placers” e bandas “filoniens”. Mas em 1896, Robert Henderson e George Washington Carmack descobre no rio Thron-Diuck (que tornar-se-á seguidamente Klondike) do ouro. Rapidamente uma cidade foi construída mas os bens correntes faltam e as condições de vida são como no Alasca muito dura. Contudo, aquilo não desencoraja os investigadores de ouro, que após a Califórnia partem para Yukon. Os prospectores coletaram o essencial do ouro em 1900.

d) Evolução técnica.
primeiros investigadores de ouro Far West utlise uma simples enxada e um recipiente metálico que é chamar “a armação”. A areia é lavada num recipiente com um movimento circular de modo que aos sedimentos mais ligeiros partam na água do rio, únicos restentle limpa com jacto de areia e o ouro.
- Seguidamente este método aproximativo é sofisticado com uma espécie de longa caixa de madeiras na qual a água escoa-se. Há cunhas que são colocadas para reter às partículas mais pesadas, é “longo Tom”. Seguidamente, é “Sluice”, coberturas de lã são colocadas sobre o fundo do canal de madeiras para parar às partículas mais finas de ouro.
- Seguidamente, o mercúrio é utilizado em extremidade “de Sluice” de modo que a poeira de ouro amalgame-se com o mercúrio.
- Mas Robert, William Forrest (médicos) e John Macarthur encontram uma solução aos problemas de extracção do ouro. Em 1887, depositam uma patente para um método ao Cianureto. O minério é reduzido em pó e enviado num tanque com um fraco teor de cianureto de potássio. A solução dissolve o ouro mas não o minério. Seguidamente, acrescenta-se da poeira de zinco e o ouro precipita. Este método permite extrair ouro de minérios à fraco teor de ouro e recuperar todo do mesmo modo 96% do ouro contido. É procedê-lo Macarthur-Forrest, permite a exploração dos enormes jazigos à fraco teor da África do Sul.

II.Les crises e a moeda aos séculos XX.
a) a estreia e a segunda guerra mundial.
No início da guerra, 59 países estão unidos ao sistema do padrão ora, no fim da guerra todos os países tivessem-o deixado. À sua entrada em guerra, os Estados Unidos param a sua exportação de ouro, retomam em 1919. Em 1922, o uso da moeda estrangeira como reserva para os bancos centrais foi adoptado para economizar o uso do ouro (reunião de bancos europeus).
Em Março de 1933, Roesevelt põe termo à relação entre o dólar e o ouro, proibe o entesouramento e a exportação de ouro. Em 1934, autoriza de novo a exportação mas o entesouramento doméstico continua a ser proibido.
A segunda guerra mundial faz cair as produções mundiais de ouro monopolisant todos os recursos humanos e materiais.

b) o ouro e a economia.
O dinheiro e o ouro são utilizados como moeda ao século XIX. Mas, ao século XX, único resto o ouro nos diferentes sistemas monetários. “Gold bullion standard” permite trocar os seus dólares contra certa quantidade de ouro, sob certas condições, isto obriga os bancos centrais a possuir importantes umas reservas de ouro.
O 22 de Julho de 1944, os acordos de Bretton Woods são assinados, resulta a criação do F.M.I e o B.R.I.
O F.M.I deve permitir uma estabilidade monetária internacional e assim permitir a estes membros défices temporários no fim da guerra. Cada banco central deve ter certa percentagem de ouro e divisas estrangeiras em reserva.
Mas em 1969, os D.T.S (os direitos de tiragem especiais) aparecem, permitem à certos países não respeitar as quotas de ouro e de moedas.
O 15 de Agosto de 1971, Nixon suspende a convertibilidade do dólar de ouro e pede ao conselho do F.M.I uma reforma do conjunto do sistema. A adopção deste projecto tem lugar à Kingston Jamaïque 1 Outubro de 1976. Os EUA, devido ao seu défice, devem reembolsar em ouro os dólares, isto provoca uma hemorragia das suas reservas de ouro. Se a situação permanecesse assim, teria uma obrigação de maior rigor orçamental, mas a desmonetização do ouro tem permitiu aos EUA bem como outros países guardar um défice sistematicamente.
No entanto, aquilo comporta uma vantagem para o ouro, as transacções de novo são autorizadas no mercado, o preço do ouro reduz-se inicialmente devido às vendas do F.M.I.
De 1960 para 1969, é constituída “uma associação” sob proposta Washington, tem por objectivo intervir no mercado de um ouro graças aposta à em comum das suas reservas de ouro, mobilizáveis através do banco da Inglaterra. Os membros “da associação” são: EUA, Inglaterra, Alemanha, França, Itália, Bélgica, Países Baixos e Suíça. Mas a baixa das reservas obriga-o a parar o 18 de Março de 1968
.

Os assuntos abordados neste papel são demasiado numerosos para ter sido abordados detalhado, aquilo permite comentar as informações do gráfico para melhor compreender-o.
A produção é ritmada ao XIXème século pelas descobertas geográficas e as evoluções das técnicas de produção do ouro. A primeira metade dos XXème séculos conhecem duas rupturas da produção de ouro com as duas guerras mundiais. A produção de ouro do fim do XXème vive aos ritmos dos bancos centrais e os seus acordos monetários.
As descobertas dos jazigos da América do Norte, da Austrália e da África do Sul têm já 150 anos. A indústria mineira chegará t a manter ainda muito tempo o seu nível de produção actual?

Dr Thomas Chaize

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

raw material
other
mailing free
dani2989 logo